Fisioterapia.pt

Dor Orofacial e Transtornos Temporomandibulares (ATM)

As disfunções da articulação temporomandibular podem ser consideradas um grupo de patologias que afetam os músculos mastigatórios, os dentes, a própria articulação e estruturas relacionadas com inervação comum pelo nervo trigémeo. (1) 

Constituem um problema maior de saúde pública e são uma das principais fontes de dor crónica orofacial que interfere nas atividades do quotidiano. 

São frequentemente associadas a sintomatologia na região da cabeça e pescoço e os sintomas apresentados podem estar relacionados com o ouvido, disfunções da coluna cervical e postura. (1) 

Entre os transtornos que afetam estas estruturas e que podem beneficiar das técnicas de fisioterapia temos: artroses, artrites, deslocamentos discais, luxações, rigidez, hiperatividade mastigatória (bruxismo ou tensão muscular por stress), nevralgias do trigémeo, cefaleias (migratórias ou não), transtornos ortodônticos e da função lingual. (1)(2)  

Os objetivos da fisioterapia são de reduzir a dor, conseguir relaxamento muscular, reduzir a hiperatividade muscular e restabelecer a função muscular aumentando a mobilidade da articulação. (1)(2)(3) 

 

BIBLIOGRAFIA 

  1. Harris SR. A Systematic Review of the Effectiveness of Exercise, Manual Therapy, Electrotherapy, Relaxation Training, and Biofeedback in the Management of Temporomandibular Disorder. Phys Ther. 2006;86(7):955–73. 
  2. Armijo-Olivo S, Pitance L, Singh V, Neto F, Thie N, Michelotti A. Effectiveness of Manual Therapy and Therapeutic Exercise for Temporomandibular Disorders: Systematic Review and Meta-Analysis. Phys Ther. 2016;96(1):9–25. 
  3. Aggarwal A, Keluskar V. Role of physiotherapy in treatment of certain Oro facial disorders. Biosci Biotechnol Res Commun. 2010;3(1):7–13.

 

Fisioterapeuta Beatriz Fenandes

One Clinics Oeiras

Adicionar comentário

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed